Mobilidade & Logística – Melhoria em Produtividade e Qualidade de Serviço

As questões de mobilidade estão cada vez mais interligadas com a otimização dos processos logísticos.

Com os avanços tecnológicos que proporcionam uma maior portabilidade de equipamentos, bem como a possibilidade de ter estes a custos mais acessíveis, vem possibilitando uma revolução em vários processos logísticos, possibilitando assim uma maior qualidade do serviço prestado bem como uma redução de custos operacionais.

Um bom exemplo desta revolução vem acontecendo com as empresas responsáveis pelos serviços de fornecimento de água, luz e gás,onde os “antigos” marcadores de consumo, deixaram de usar lápis e papel e passaram a usar handhelds tal qual os executivos destas organizações.

Segundo matéria da publicada na edição 457 do jornal Computerworld, a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp),por exemplo,iniciou em 1999 um projeto que acabava com a redigitação das anotações do leiturista do relógio de água e reduzia para segundos o prazo de nove dias para a emissão das contas, o TACE. “O funcionário passou a carregar um coletor que era ligado por cabo a uma impressora portátil que emitia as contas na hora”.

As distribuidoras de gás já estão com soluções wireless integradas aos seus sistemas de gestão. A pioneira foi a Liquigás, que iniciou seu projeto de automação de caminhões de gás a granel em 2001 e atualmente, possui uma base de 190 aparelhos em uso nos Estados do Rio Grande do Sul, Paraná e na cidade de São Paulo, todos integrados ao SAP R/3.

No Rio de Janeiro, a CEDAE – Companhia Estadual de Água e Esgoto, também se utiliza desta nova tecnologia. Ao chegar a sua residência, o “marcador” faz a leitura (digital) do hidrômetro e automaticamente a conta é emitida e entregue ao usuário no mesmo instante, eliminando assim operações de digitação, conferência e estrutura de entrega. Esta operação possibilita ainda que o usuário faça uma conferência no momento em que o funcionário está na sua residência, tire dúvidas sobre a empresa e outras questões.

Bem, como podemos ver nos exemplos acima, as questões relacionadas a mobilidade vem proporcionando inúmeros benefícios para as empresas, conseguindo assim uma melhoria na Qualidade dos serviços ofertados, bem como uma racionalização em seus processos logísticos.

Acredito que esta é uma tendência possibilitará aos profissionais de logística um campo recheado se oportunidades e desafios, e sendo assim, devemos estar atentos a estas possibilidades.

* Hélio MEIRIM – Mestrando em Administração e Desenvolvimento Empresarial, tendo MBA em Marketing, Análise de Sistemas e Docência Superior. Atuou por mais de 15 anos, como executivo de Logística, em empresas nacionais e multinacionais tendo desenvolvido projetos no Brasil, Chile, México, Estados Unidos, Portugal e Espanha. Atua como Consultor Empresarial e Professor Universitário nos cursos de MBA, Pós-Graduação e Graduação. – Website: www.hrmlogistica.com